Fique por Dentro

Fundações partidárias debatem a formação de uma frente para acompanhamento e análise do novo governo

representantes de fundações partidárias sentados em torno de uma mesa grande
Publicado em: 21/dezembro/18   |   Autor: Adriana Peres

Na tarde desta quinta-feira (20), representantes de fundações partidárias se reuniram em São Paulo para a debater a construção de um observatório das ações do novo governo. Estiveram presentes as fundações 1º de Maio (Solidariedade), Lauro Campos (PSOL), João Mangabeira (PSB), Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (PDT), Maurício Grabois (PCdoB), da Ordem Social (PROS) e Perseu Abramo (PT). 

A frente tem por objetivo desenvolver um trabalho de pesquisa e análise das propostas e ações do novo governo. O projeto ainda inclui a criação de um portal para divulgar os resultados e promover o debate junto à sociedade civil. Cada fundação deverá ser responsável por uma área temática, elaborando relatórios mensais sobre ela. 

“Diante do que temos visto, das primeiras tomadas de decisões de um governo que ainda sequer tomou posse, a iniciativa de montarmos uma frente que produza conhecimento em conjunto e que promova um diálogo em prol da democracia é essencial. Mesmo que tenhamos divergências em determinadas questões, o combate à desigualdade social e a valorização de um sistema democrático que abrace a imensa diversidade do país deve ser o nosso ponto de intersecção. Não devemos ter medo da diversidade de opinião”, comentou posteriormente sobre o projeto, Diógenes Sandim, coordenador institucional da Fundação 1º de Maio.

Os presentes também debaterem sobre o ineditismo da proposta no país e da responsabilidade que as fundações partidárias possuem na construção de uma análise crítica do Brasil. O primeiro consenso se fez presente: “precisamos sair de nossas bolhas”. 

A previsão é que o portal esteja disponível com os primeiros resultados do ano já no fim de janeiro.  



Newsletter

Receba novidades, informações de cursos, palestras e outros eventos da Fundação 1º de Maio.
Todos os campos são obrigatórios.
2018 Fundação 1º de Maio. Partido Solidariedade. © Todos os direitos reservados.