Fique por Dentro

Comunicar para construir: Fundação 1° de Maio e Solidariedade se reúnem para alinhar pensamentos, estratégias e ações

Comunicar para construir.
Publicado em: 17/dezembro/18   |   Autor: Fundação 1° de Maio

No início da semana, nos dias 10, 11 e 12 de dezembro, aconteceu o Núcleo Nacional de Organização e Articulação 2018, o encontro anual teve como tema central “Comunicar para Construir”.


Com o propósito de alinhar os objetivos do partido e unir as práticas a partir da comunicação integrada, o evento reuniu mais de 100 participantes, com representação de todos os estados.


O dia começou com participações de Samanta Costa, Presidente da Fundação 1° de Maio; Alexandre Pereira, Presidente Estadual do Solidariedade de São Paulo; Luiz Adriano, Secretário Geral Nacional do Solidariedade; Paulo Pereira da Silva, Presidente Nacional do Solidariedade e de Zé Silva, Deputado Federal de Minas Gerais.


“Esse é um evento para que consigamos avaliar onde acertamos, onde erramos, trocarmos experiências e, assim, poder melhorar e não cometer os mesmos erros”, explicou a Presidente da Fundação 1° de Maio, Samanta Costa.


E por que então trazer o foco do encontro para o tema “comunicação”? De acordo com o Secretário Geral Nacional do Solidariedade, Luiz Adriano, é importante entender como o processo faz diferença na atuação política. 


“Precisamos entender essa nova modalidade de se comunicar pelas redes sociais e da necessidade de criar, fortalecer e consolidar uma identidade só para transmitir à população”, disse.


Além disso, o evento também teve o objetivo de preparar o partido para focar em estratégias mais assertivas para alcançar maior militância e mais votos. “Vamos resgatar o Brasil, fazer um país melhor e voltar a ter esperança”, finalizou o Secretário na abertura do evento.



Programação do Núcleo 2018


 O primeiro dia foi recheado de palestras e atividades que auxiliaram na integração do partido, na exposição e na troca de informações para possibilitar o desenvolvimento de novas estratégias e ações políticas.


Logo de início, uma dinâmica foi realizada para que os participantes se conhecessem e descobrissem a origem do nome de cada um (“A história do seu nome”). Em seguida, a palestra do Secretário Geral Nacional, Luiz Adriano e do Diretor Executivo da Fundação 1° de Maio, Guilherme Martinelli fez uma retrospectiva sobre o Núcleo, falando sobre os objetivos, o que foi alcançado até agora e os conceitos que foram abordados ao longo do evento.


Em complemento, a Presidente Samanta e a Diretora Financeira da Fundação, Maria Izabel, falaram sobre a Fundação 1º de Maio, quais foram as atividades desenvolvidas e os novos projetos.


Diógenes Sandim, coordenador institucional da Fundação, junto a Martinelli falaram sobre o partido, por que o nome “Solidariedade”, como pretende mudar o Brasil, e realizaram uma dinâmica com um quiz de perguntas e respostas.


Na parte mais prática, Diógenes e a coordenadora de comunicação da Fundação, Adriana Peres, falaram sobre a Plataforma Systemica, sua finalidade e funcionamento, e novos projetos da Fundação.


Depois do almoço, Edna Viana, jornalista do Solidariedade, aprofundou a questão da comunicação e a sua importância para conseguir desenvolver um trabalho eficiente. Para ilustrar, os participantes tiveram que construir uma torre com spaghetti (cru).


A dinâmica foi essencial para exemplificar a importância da construção de bases sólidas a partir da comunicação e fazer um paralelo de como deve funcionar os fluxos informacionais do Solidariedade.


Nesse contexto, Luiz Adriano falou sobre o plano de ação do partido, cujos pontos chaves da estrutura foram debatidos, e também sobre o planejamento estratégico. Abordou os três perfis de grande impacto para o crescimento do partido: o organizador, o articulador e o comunicador e seus papeis.


No final do ciclo de palestras do primeiro dia, a advogada Denise Neri, destacou as mudanças para as eleições. Falou sobre a cláusula de barreira, comissões provisórias, coligações, vaquinha virtual, representação de 30% das mulheres.


Teve também apresentação de alguns estados sobre os resultados das eleições e mais à noite um Cine Debate. Os participantes assistiram ao filme “Relatos Selvagens” para entender a importância de ouvir para identificar demandas, aproximar as realidades distintas e perceber o cenário no qual estamos inseridos.


Já o segundo dia já começou com um a dinâmica para mostrar como posicionamento individual de cada um pode ser conduzido para qualquer caminho se não for definido a partir dos princípios do partido, e da importância de alinhar o posicionamento.


O coordenador de Políticas Públicas da Fundação, Cláudio Prado, comentou sobre os caminhos e as direções do Solidariedade e propôs uma oficina de trabalho para debater os principais pontos do planejamento, organização e execução dos temas defendidos pelo partido.


Depois do debate, cada grupo apresentou seus pontos de vista, de forma a unificar e a propor caminhos novos. Luiz Adriano e o membro da Secretaria Geral do Solidariedade, Paulo Pequeno falaram então sobre as Secretarias de Movimento, sua estrutura e sua organização.


Em seguida, Claudio Prado falou sobre as relações possíveis de atividades entre cada secretaria. Para completar, cada representante das secretarias apresentou suas definições e suas principais propostas de forma breve.


E para mostrar a efetividade das secretarias e como elas auxiliam com debates de temas sociais, ele promoveu uma oficina de trabalho para que os participantes pensassem em como promover um melhor funcionamento em cada município, suas ações prioritárias e como colocar em prática.


No terceiro dia, o primeiro painel tratou sobre internet, política e sociedade, bem como os impactos das mídias sociais em todo o processo eleitoral. O Doutorando da ECA (Escola de Comunicação e Artes)/USP e consultor na área de Comunicação Pública, Rogério Pelizzari, e o mestre em imagem e som pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) e especialista em Gestão de Marketing, Gustavo Padovani, trouxeram conceitos as novas práticas das sociedades digitais e como usar a mídia de forma favorável.


O publicitário e consultor de estratégias eleitorais para redes sociais, Glauco Rojas, do Mentoria Eleitoral, falou sobre a gestão de marca e sua importância no processo de crescimento do partido.


Em seguida, Luiz Adriano e o advogado e Diretor Técnico da Fundação, Flávio Nogueira, explicaram sobre as mudanças estatutárias e o planejamento do partido daqui para frente.


A jornalista Edna Viana voltou para explicar sobre como fazer comunicação digital. Para colocar a mão na massa, aconteceu o workshop de planejamento do tema, para auxiliar na produção de conteúdo.


Depois, a presidente Samanta Costa explicou sobre o planejamento da Fundação para o próximo ano, com foco em três áreas de atuação: formação, pesquisa e promoção.     


O encontro também teve intervenção cultural com a apresentação de dois atores convidados para simular situações e promover reflexões, desde à importância da comunicação, até o estímulo do engajamento coletivo dentro do partido.


E para fechar o evento, aconteceu uma tribuna livre, na qual os integrantes puderam compartilhar experiências, debater, tirar dúvidas e dar uma visão geral de como foi o encontro.

Newsletter

Receba novidades, informações de cursos, palestras e outros eventos da Fundação 1º de Maio.
Todos os campos são obrigatórios.
2018 Fundação 1º de Maio. Partido Solidariedade. © Todos os direitos reservados.